Você sabe quais são os testes de audição e como funcionam?

dezembro 3, 2018 by Instituto Otovida0
Você_sabe_quais_são_os_testes_de_audição_e_como_funcionam_blog-1200x787.png

Você escuta música muito alta? Seus familiares reclamam do volume que você escuta TV? No meio de muitas pessoas fica difícil entender a conversa? Confunde as palavras como, por exemplo, vaca e faca? Se você respondeu sim para alguma dessas perguntas, talvez você precise realizar um teste de audição.

Para saber qual o grau e tipo de deficiência auditiva que você possui, é preciso realizar testes auditivos. De acordo com o Censo de 2010, realizado pelo IBGE, 9,7 milhões de pessoas têm deficiência auditiva. Será que você faz parte desse número?

Para ajudar você a entender melhor, neste post falaremos quais são os tipos de testes de audição e detalharemos como eles funcionam para, assim, haver a confirmação de uma deficiência auditiva ou não. Continue lendo para conferir.

Antes da realização de qualquer teste de audição

Um teste de audição normalmente requer uma consulta prévia com o otorrinolaringologista para que ele entenda os seus sintomas e indique a você os testes que ofereçam um resultado mais preciso para o seu caso.

Por isso, listamos abaixo quais são os tipos de testes de audição e como são realizados. Assim, você saberá se sofre de alguma perda auditiva, além de ele conseguir detectar qual o grau da sua perda.

Audiometria tonal

É um teste que avalia a audição como um todo, com o auxílio de um fone de ouvido e a participação ativa do paciente. É subjetivo, pois depende da resposta do paciente aos estímulos auditivos fornecidos pelo fonoaudiólogo, e sua principal função é mostrar quanto a pessoa escuta, apresentando o grau e o tipo de perda auditiva.

Audiometria vocal

Complementa o teste de audiometria tonal, também necessitando do auxílio de um fone de ouvido e da participação ativa do paciente. Avalia a compreensão e detecção dos sons da fala.

Audiometria em campo livre

Esse teste consiste em avaliar a audição sem o uso dos fones de ouvido, com o paciente em uma cabine acústica. Muito utilizado para avaliar o desempenho das próteses auditivas ou com crianças menores, que não permitem a colocação de fones de ouvido.

Avaliação do processamento auditivo

Indicada para pacientes com impedimento de compreensão da fala, problemas de aprendizagem, desatenção e dificuldade de memória, é um teste que avalia o processo auditivo, realizado em uma cabine acústica por um fonoaudiólogo.

Teste da Orelhinha

Usado para detecção precoce de perda auditiva em crianças, pode ser realizado logo nas primeiras horas de vida de um bebê, ainda na maternidade. É rápido, indolor, não invasivo e independe da resposta da criança.

Imitanciometria

É um teste rápido, objetivo, de fácil execução e indolor, oferecendo dados importantes no diagnóstico clínico. Avalia o funcionamento da orelha média – membrana timpânica e ossículos -, assim como os reflexos acústicos. Geralmente é realizado em conjunto com a audiometria.

Emissões otoacústicas

Independe da resposta do paciente e é realizado para avaliar a integridade coclear – orelha interna. É rápido, indolor e não invasivo.

PEATE (BERA)

É um teste objetivo, pois independe da resposta do paciente. Avalia a integridade funcional das vias auditivas nervosas – nervo auditivo -, desde a orelha interna até o tronco encefálico. É indolor e não invasivo.

PEATE (BERA sob sedação)

Indicado para pacientes agitados, que não permitem a realização do teste quando acordados. Esse teste é realizado pelo fonoaudiólogo em centro cirúrgico. A sedação é feita por médico anestesista, acompanhado pela equipe de enfermagem, garantindo a segurança do paciente durante todo o teste. O procedimento dura em torno de uma hora e deve ser agendado com antecedência.

Audiometria de observação comportamental

Procedimento utilizado para avaliar crianças de 0 a 24 meses. É rápido, indolor e não invasivo. Esse teste é realizado com um kit auditivo composto por brinquedos e instrumentos musicais pedagógicos, previamente selecionados e mensurados pelo Inmetro.

São apresentados estímulos instrumentais para a criança e o examinador observa as mudanças de comportamento – como movimentos corporais dos membros, da cabeça a procura da localização da fonte sonora, contração do músculo orbicular do olho como piscar, entre outros -, frente a esses estímulos para posterior elaboração do relatório da avaliação audiológica.

Conhecidos os tipos de teste de audição e como eles funcionam, se você estiver sentindo alguma diferença na sua audição, como zumbido ou piora em escutar, procure um profissional capaz de ajudar você. Um otorrinolaringologista é o mais indicado.

E, caso precise realizar algum desses testes ou agendar uma consulta, entre em contato com a gente, somos especialistas em cuidar de você! Vamos adorar ajudar você a encontrar um tratamento.

Instituto Otovida


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *


Instituto Otovida

Uma equipe completa de fonoaudiólogos, psicólogos otorrinolaringologistas e assistentes sociais para oferecer o melhor a você.

Espaço, conforto e conveniência para você. São mais de 1300m² de área.

Desenvolvimento e reabilitação para os melhores resultados.

Responsável Técnica: Fabiana Scarton – CRM-SC 13311

Acompanhe a gente pelo Facebook

Cadastre-se e Receba dicas incríveis sobre saúde


Contatos e Localização

Avenida Gov. Ivo Silveira, 3861 – Capoeiras – Florianópolis/SC

Ao lado do antigo Hotel Itaguaçu

Contato: (48) 3223-6060

WhatsApp: (48) 99172-0606   (48) 99178-2207

Todos os Direitos Reservados • Desenvolvido por